Tenho grande respeito pelo conhecimento acumulado pela humanidade ao longo da história. Tanto o Ocidente quanto o Oriente desenvolveram tecnologias preciosas para lidar com o fenômeno da vida. A evolução da medicina é um belo exemplo disso. A chegada da homeopatia é outro. Algumas dessas práticas são antiquíssimas e continuam tão eficientes quanto no momento em que surgiram.

Fiz aulas de Hatha Yoga por vários anos. Tive professoras excelentes, como Luzia Cotta e Maria José Marinho. Por um bom período, aderi ao Kundalini Yoga, hoje já bastante difundido em Belo Horizonte, graças a uma comunidade de mestres dedicados, entre os quais os queridos Siri Sahib e Sat Kartar. Não sei contar os benefícios que obtive de minhas incursões por essa atividade milenar. Talvez um dos mais importantes tenha sido aprender a respirar melhor, algo fundamental para viver bem. Frequentemente incluída nas sessões, a meditação também me ajudou demais. Quem tem o pensamento agitado precisa saber discipliná-lo. Sem isso, não há descanso. Nada como chegar ao lugar do silêncio e saber usufruir de seus prazeres. Esvaziar a mente é fundamental para a saúde.

Assim como o Yoga, o Rolfing foi outro valioso presente que recebi do destino. No grupo orientado por Maria Célia Xavier Furtado, o foco estava em tomar consciência dos movimentos do corpo e investir na sua qualidade. As sessões individuais com Marcelo Muniz deixaram marcas igualmente significativas em minha memória. Profissionais apaixonados pelo seu ofício, ambos fizeram (e ainda fazem) um bem imenso à sua legião entusiasmada de clientes.

Curioso, experimentei ainda o Jin Shin Jyutsu, a que fui apresentado pela fraterna amiga Erika Ramos, de São Paulo. Dele extraí recursos altamente eficazes para enfrentar o dia a dia. Funcional, propõe exercícios que podem ser realizados em qualquer tempo e em qualquer lugar, sem a necessidade da presença do terapeuta.

É o mesmo que acontece com o Body Talk, que também oferece recursos simples, práticos e gratuitos, como os procedimentos para equilibrar os córtices cerebrais, que todo mundo pode fazer em casa. Seguramente uma das técnicas mais impactantes de que tive conhecimento nas últimas décadas, o Body Talk está na vanguarda, reunindo conhecimentos da medicina chinesa e da filosofia advaita do vedanta indiano ao que há de mais moderno na neurociência. Fiquei impressionado quando terminei minha primeira sessão com o professor Márcio Ribeiro. Os resultados, todos voltados para uma melhor integração do sistema corpo-mente, foram rápidos e muito consistentes. Vale a pena conhecer.