A Cultura é modo de ser e de viver, de criar e de representar a realidade. Fenômeno potente, constitui a identidade coletiva e influencia a formação da identidade pessoal. Dá a base sobre a qual se erguem os projetos de vida e se desenham os sonhos para o futuro. Indissociável do exercício pleno da Liberdade, alimenta a experiência humana, ampliando seus horizontes.

Uma das expressões da Cultura, a Arte é um campo vasto de possibilidades. Como uma de suas manifestações mais importantes, a Literatura é a consagração da palavra como portal para outras dimensões. Incumbida de inventar outros mundos, ajuda a humanidade a atribuir sentido ao que vive e ao que sente. Seja na prosa, seja na poesia, é força que aprimora a visão estética e o entendimento sobre o universo.

Antiga tradição do mundo ocidental, as academias são espaços de sociabilidade, de diálogo, de reflexão e de crítica em torno das Letras. De seus membros espera-se um amor à inteligência, à criatividade e à convivência saudável e fraterna, mesmo entre aqueles que pensam de modo diametralmente oposto. As academias são os lugares ideais para o exercício da tolerância e da empatia, da capacidade de escutar os argumentos alheios com respeito, numa homenagem à riqueza da diversidade social.

No Brasil, a história das academias é longa: data do período colonial. Nos anos iniciais da República, em 1897, fundou-se a Academia Brasileira de Letras, com o propósito de promover a Língua Portuguesa e a Literatura. As academias estaduais vieram na sequência. Em Minas Gerais, surgiu em 1909, por iniciativa de um grupo de doze intelectuais reunidos em Juiz de Fora por seu entusiasmo pela Cultura.

Tempos depois, a história mineira registrou o nascimento da Academia Feminina Mineira de Letras (AFEMIL), louvável gesto de amor à Literatura. Responsável por agregar mulheres sensíveis e abertas ao novo, é entidade que a cada ano alarga sua presença na cena cultural do estado. Nada melhor para combater a mediocridade e o provincianismo que gestos arrojados em favor da Cultura.

A presente obra informa seus leitores a respeito do profícuo desempenho de Helene Paulinyi à frente da instituição. Dedicada e comprometida com os valores que inspiraram o nascimento da AFEMIL, a administração de Helene marcou época. Esse livro registra os acontecimentos que comprovam tal afirmativa.

Que o futuro continue presenteando a Academia Feminina Mineira de Letras com líderes de tal envergadura.